MOMENTOS DECISIVOS

Tailored Storytelling

SOAP
1.344 views

“ Se se quer motivar pessoas a agir, não se pode contar apenas com os dados”

Chelsea Clinton

Na sua apresentação, durante a conferência Inbound do Hubspot no passado mês de Setembro, Chelsea Clinton falou sobre a importância de adaptar o storytelling da apresentação à audiência. Este é um tema que toca no âmago do que recomendamos aos nossos clientes. Uma apresentação focada na audiência, alinha a mensagem e o conteúdo, de acordo com a audiência para quem é apresentada. Conseguindo mais engagement e resultados eficientes.

 

Nas palavras de Chelsea Clinton, “ O impacto começa com a compreensão do que são as estórias”. Na sua experiência de gestão e de liderança de ONG, destaca em particular a importância de colocar as questões certas. Quem é estamos a tentar persuadir? E o que estamos a tentar convencê-los a fazer?

 

As questões são chave, para os objectivos de uma apresentação eficiente e orientada para resultados. O objectivo de uma apresentação é causar mudança na audiência. A audiência deve reagir ou ser induzida a agir, com base na informação que lhe é apresentada.

 

Vai começar a criar uma apresentação?

 

Faça download deste #soapfreebie com 20 dicas para enriquecer a sua estória.

 

c2a_empower

 

 

 

8 dicas que deve ter em mente quando cria a sua apresentação.

 

1)      Quem é a sua audiência?

Para ser claro com a sua mensagem, tem de garantidamente saber com a quem se vai dirigir. Este passo é o principio  de toda e qualquer comunicação. Portanto, antes de começar tente ao máximo descobrir o seguinte:

Quem é a sua audiência?

Quantas pessoas estarão a assistir?

Quanto é que eles sabem do tema da sua apresentação?

O que é que eles não sabem sobre o tema da sua apresentação?

 

2)      Inverta os papeís

Coloque-se no papel daqueles a quem se dirige. Se quer garantir que toda a sua audiência compreende a sua mensagem, tem de ser claro, interessante e fluído quando faz a sua apresentação. A melhor maneira de o conseguir, é o de pensar e sentir a mentalidade e o coração da sua audiência.

 

3)      Escolha as palavras certas.

Escreva o guião da sua apresentação para que seja relevante para a sua audiência. Use a linguagem corporal para que faça sentido para eles também. Irá fazer com que a sua mensagem seja mais apelativa.

 

4)      Dê exemplos

Como poderá a sua audiência utilizar as ideias no quotidiano? À medida que vai avançando, dê-lhes pistas. Conheça o seu produto e o impacto do mesmo. Conheça o conceito e o seu impacto.  Provavelmente já deve ter ouvido muitas vezes sobre as qualidades do produto, quando o desenvolveu. Reveja as notas do briefing de marketing, as notas que tirou nas reuniões de equipa…. Pergunte à sua família. Como é que isto o pode ajudar? Copie as respostas no seu discurso. Algumas pessoas precisam de diagramas, dê-lhes um.

 

5)      Não use termos técnicos

Nunca use linguagem técnica ou termos complexos numa apresentação. Sempre que puder utilize, linguagem corrente, simplifique. Termos exagerados, apenas causam ruído na sua mensagem.

 

6)      Conte uma estória

Conte uma boa estória. Uma que tenha, pincípio, meio e fim. Uma estória com a qual a sua audiência se consiga relacionar. Porque acha que os publicitários usam crianças, gatinhos e famílias para vender produtos ou serviços? Porque quem vê os anúncios gosta de gatinhos e pensa: “ Eu gosto de gatinhos, este anúncio é para mim”, Claro que, o espectador não sabe que está ser persuadido, mas, se não está partido, para quê arranjar? Estes anúncios vendem! As pessoas começam a importar-se com as pessoas que veêm nos anúncios. Está a criar uma apresentação? O mesmo conceito aplica-se.

 

 

7)      Faça perguntas

Faça pausas durante a sua apresentação, para perguntar à sua aiudiência sobre o material que apresentou. Dessa forma eles irão sentir-se ligados e de certa maneira que o foco está neles, logo irão prestar mais atenção ao que está a apresentar. E deixe sempre tempo para perguntas e respostas no final.

 

8)      Ensaio

Ninguém consegue subir a um palco e ser brilhante sem nunca ter ensaiado. Nem mesmo a Merryl Streep. Não! Estas pessoas ensaiam os seus papeis, até durante o sono. Da mesma maneira, a sua apresentação tem de ser forte. Tem de ensaiar até que a estória pareça ser mesmo sua, Tem de saber a sequência dos slides de trás para a frente, de forma a que consiga atingir os mais altos níveis de confiança. Só assim, a sua audiência se sentirá confortável e dedicada ao que lhes tem para oferecer.

 

 

 

Na SOAP, sempre que pedimos um briefing a um cliente perguntamos sempre quem estará presente na apresentação.

Nem mesmo nós, com as competências que adquirimos, podemos criar uma apresentação eficiente, se não soubermos a quem estamos a apresentar.

 

Utilize estas dicas, quando estiver a fazer a sua próxima apresentação. Vai ver como irá correr bem melhor.