MOMENTOS DECISIVOS

Aprenda a Tirar Partido da Voz nas Suas Apresentações

SOAP
9.098 views

A voz é uma importante ferramenta para inspirar e envolver a audiência. Para causar impacto, deve ser clara, natural e expressiva. Carmen Taran, Executive Coach, chama a atenção para alguns aspectos que podem ajudar os apresentadores a demonstrar mais entusiasmo no seu discurso.

Entoação e melodia

Um discurso absolutamente regular, sem variações de tom e melodia, é capaz de entediar uma audiência em minutos, por melhor que seja o conteúdo. Ao treinar uma apresentação, pense em trechos e palavras que merecem destaque e incremente o seu discurso dando ênfase a esses pontos. Faça isso de maneira natural – exageros soam a falso e podem virar-se contra o apresentador.

Volume

Considerando que o seu objectivo é ser ouvido e passar confiança à audiência, esqueça a discrição e fale com boa impostação de voz. Para chamar a atenção da audiência para determinados trechos do discurso, experimente variar o volume – usando ora tons mais altos ora tons mais baixos, de forma a destacarem-se do restante. Mesmo que as apresentações sejam feitas com microfone, não fale muito suavemente. É preferível distanciar-se um pouco do microfone e falar mais alto do que manter o microfone muito próximo à boca e falar como se estivesse numa conversa corriqueira. Dificilmente um apresentador conseguirá transmitir paixão e entusiasmo se falar baixo.

Clareza

Articule bem as palavras, garantindo clareza e entendimento por parte da audiência.

Ênfase

Numa mesma frase, a ênfase numa ou noutra palavra pode mudar o foco da mensagem. Ora veja: “Eu fui ao escritório daquele fornecedor”, “Eu fui ao escritório daquele fornecedor”, “Eu fui ao escritório daquele fornecedor”, “Eu fui ao escritório daquele fornecedor”.

Pausas

Carmen Taran observa que são raros os apresentadores que fazem uso das pausas. Segundo ela, as pausas quando colocadas em locais estratégicos fazem a diferença entre uma boa e uma excelente apresentação. São várias as situações em que as pausas podem ser usadas: para permitir que os ouvintes absorvam algo que acabou de ser dito, para gerar expectativa em relação a algo que será dito, para permitir que o apresentador pense no que dirá em seguida, para que ele respire correctamente ou para que ganhe tempo para pensar antes de responder a determinada questão.

Velocidade do discurso

Se costuma ouvir frequentemente comentários acerca da maior ou menor velocidade do seu discurso, treine um discurso ora mais rápido ora mais lento, de modo a procurar chegar a um ritmo normal – pois o discurso muito rápido pode dificultar o entendimento e gerar ansiedade na audiência, ao passo que o muito lento pode cansar as pessoas.

O tom do discurso

É preciso haver coerência entre o tom do discurso utilizado pelo apresentador e o conteúdo a ser transmitido. Ninguém consegue revelar indignação ao falar suavemente, nem é possível demonstrar controlo de uma situação com um tom desesperador. Certifique-se que interioriza o conteúdo da apresentação, veja se está coerente com aquilo em que acredita e em função disso, ajuste o tom ao seu discurso.

Cuidar da voz

Não é possível garantir que a sua voz vai estar excelente no dia de uma apresentação, mas existem alguns cuidados que aumentam essa probabilidade. Beba bastante água – especialmente na semana da sua apresentação (mas não exagere antes do evento). Três dias antes do evento, evite maltratar a voz com cigarros, festas e noites mal dormidas; na medida do possível, descanse bem o corpo e a voz. E caso se depare com audiências grandes, ou perceba que a sua voz está de alguma forma fragilizada, use um microfone.